7 cidades submersas que contam um pouco da história do mundo

1. Heracleion

O francês Franck Goddio procurava navios afundados na costa do Egito quando encontrou algo muito mais surpreendente: um gigantesco rosto, que fazia parte da cidade perdida de Heracleion. Ela já foi um dos portos mais poderosos do mundo, mas afundou depois de inúmeras catástrofes naturais no século 8. Desde a sua descoberta, no ano 2000, mais de 60 navios, inúmeras estátuas e até os restos de um templo ao deus Amon foram encontrados.

Cidade foi encontrada no Mar Mediterrâneo

2. Canopus

Vizinha a Herracleion está a antiga cidade egípcia de Canopus, também encontrada por Franck Goddio. Os estudiosos acreditam que uma grande enchente no rio Nilo pode ter sido responsável por afundar subitamente as duas cidades, já que teria transformado as suas sustentações em lama liquefeita. A tesa é escorada pelo fato de inúmeras moedas de ouro estarem no local: se fosse um colapso gradual, as pessoas teriam fugido desses locais levando toda a sua fortuna.

Assim como Heracleion, a cidade de Canopus parece ter sucumbido instantaneamente

3. Fanagoria

Essa cidade russa tem uma história com mais de 15 séculos, tendo resistido a guerras e invasões. Apesar de muitas outras cidades terem sido erguidas sobre suas ruínas, cerca de 1/3 de Fanagoria acabou embaixo das águas, ganhando o título de “Atlântida russa”. Ela foi descoberta no século 18, mas apenas a partir de 1930 é que os trabalhos de escavação se tornaram mais intensos.

Parte de Fanagoria que não está embaixo da água

4. Pavlopetri

Essa cidade grega tem mais de 5 mil anos de história, tanto que muitos acreditam que ela remonta aos tempos de Homero! Porém, ela ficou submersa por vários séculos, tendo sido descoberta há pouco mais de 50 anos. A partir de 2009, as escavações se tornaram mais intensas e foi possível comprovar que é a cidade submersa mais antiga do mundo.

Pavlopetri é a cidade submersa mais antiga do mundo

5. Port Royal

Essa cidade na Jamaica já teve seus dias de “glória” durante o período das colônias no continente: ela era um dos maiores polos das Américas para o comércio de escravos e também servia para escoar o açúcar para a Europa. Porém, um gigantesco terremoto, em 1692, afundou 2/3 de Port Royal. Cerca de 2 mil pessoas morreram na hora e outras 3 mil morreram em decorrência dos ferimentos. Na época, muitos acreditaram que era um castigo divino devido às práticas pecaminosas da cidade.

Outrora grande polo do tráfico de escravos, Port Royal sucumbiu em um terremoto em 1692

6. Alexandria

Alexandre, “o Grande”, fundou a cidade que homenageava o seu nome em 331 a.C. O local foi um dos maiores centros culturais do mundo antigo, mas uma série de terremotos e maremotos afundou boa parte de suas construções. Seus tesouros submersos são inigualáveis, mas eles só começaram a ressurgir a partir de 1992.

Uma das maiores relíquias da Antiguidade, Alexandria ainda guarda tesouros incalculáveis

7. Shicheng

Chamada de “Cidade Leão”, Shicheng foi intencionalmente submersa em 1959, durante as construções de uma hidrelétrica. Com quase 1,4 mil anos de história, Shicheng permanece “aberta” a mergulhadores que queiram rever um pouco da história chinesa que foi deixada de lado em prol do desenvolvimento humano.

Cidade chinesa foi  submersa com a construção de uma usina hidrelétrica

Fonte Megacurioso

Comments

Facebook Twitter Google+