As asas da nebulosa Borboleta

Nebulosa Borboleta M2-9

Nebulosa Borboleta M2-9

Será que a arte das estrelas é melhor apreciada só depois que elas morrem? Quase isso, na realidade as estrelas criam os maiores espetáculos visuais enquanto estão morrendo.

No caso de estrelas de pouca massa, como nosso Sol e a M2-9 da figura acima, a estrela sofre uma transformação de estrela normal para anã branca, por um processo que expulsa suas camadas gasosas mais externas.

O gás expulso frequentemente forma uma imagem impressionante chamada de nebulosa planetária, que vai enfraquecendo gradualmente ao longo de milhares de anos.

A M2-9, uma nebulosa planetária em forma de borboleta, está a 2100 anos-luz de distância e está representada aqui em cores representativas, com asas que contam uma história estranha e incompleta.

No centro da nebulosa, duas estrelas orbitam em um disco gasosos com 10 vezes o tamanho da órbita de Plutão. O envelope de gases expelido pela estrela moribunda escapa do disco criando a aparência bipolar.

A maior parte dos processos que causam esta nebulosa planetária ainda são um mistério para a ciência. [APOD]

Fonte Hypescience

Comments